Autoestima: como ensinar meu filho a ter?



Os pais têm um papel fundamental no ato de ensinar autoestima aos filhos. É ali, no ambiente familiar, que a criança forma sua personalidade e, portanto, é importante estar ciente de que tudo o que os pais dizem ou fazem pode influenciar nesse processo de construção pessoal. Ao ter suas qualidades e conquistas valorizadas, a criança tende a ter a autoestima elevada e ser mais confiante. 


Uma criança com autoestima baixa pode desenvolver sentimentos negativos, como dor, vergonha, preguiça ou angústia. Com o tempo, isso pode se transformar em culpa, depressão, alterações de humor, crises de ansiedade, entre outros problemas psicológicos.


Mas há pequenas atitudes que podem ajudar você a ensinar autoestima ao seu filho, contribuindo para que ele cresça confiante, independente e seguro de si. Veja algumas dicas:


Evite fazer comparações

As pessoas são diferentes umas das outras, e não há nada de errado nisso. Comparar a criança com seus irmãos ou amigos, mesmo que seja para ressaltar suas qualidades, pode fazer com que ela se sinta pressionada a ser algo que não é.


Ame seu filho incondicionalmente

Mais importante do que dizer ao seu filho que os ama, é mostrar isso no dia a dia. Valorize as pequenas conquistas e, quando ele fizer algo de errado, critique o comportamento e não a criança. Isso mostra que você valoriza o seu filho apesar das falhas que ele possa cometer.  Ao perceber que é amada assim como ela é, a criança vai se aceitar com mais facilidade, com suas qualidades e seus defeitos.


Ensine compaixão e respeito

Quando a criança aprende a respeitar os outros, por mais diferentes que sejam, ela aprende também a respeitar a si mesma e se torna mais solidária.


Incentive a autonomia

Envolva a criança nas tarefas da casa, como ajudar a arrumar a mesa do almoço e cuidar dos animais. Dar a ela a possibilidade de fazer escolhas simples, como a cor da roupa que ela vai vestir, por exemplo, ajuda a criança a desenvolver a autonomia, sentir-se mais confiante e independente.


Reconheça o esforço

Elogie o empenho da criança, independentemente dos resultados. É a máxima “o importante não é ganhar, mas competir”. O foco do seu elogio não deve ser a excelência da criança no que ela fez, mas o fato de ela ter dado o melhor de si.


Elogie o comportamento, sem colocar rótulos

Você não precisa dizer que a criança é inteligente porque ela fez o dever de casa corretamente. Em vez disso, diga algo como “como você fez bem toda a lição”. Também é importante reforçar esse tipo de elogio na frente de outros adultos, pois a criança se sente valorizada com essa atitude.


Outra dica importante para ensinar autoestima para o seu filho é ouvir o que ele tem a dizer. Quando você se dispõe a escutar a criança, está passando para ela a mensagem de que os sentimentos e opiniões dela importam. Além disso, quanto mais confortáveis e seguras as crianças se sentem, mais fácil é para elas falar sobre seus problemas e inquietações.


Se você gostou do nosso post sobre como ensinar autoestima ao seu filho e acha que ele pode ajudar outros pais como você, compartilhe nas suas redes sociais!

222 visualizações

Responsável técnico 

Dr. Marcelo S. Assis

CRM / SP 93.498

RQE : 22.824

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram

© 2015 por Projeto Orelhinha.

Todos os direitos reservados

www.projetoorelhinha.com.br